24.2.10

Luis Fernando Verissimo

Luis Fernando Verissimo nasceu em 26 de setembro de 1936 em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Filho do escritor Erico Verissimo e Mafalda Verissimo. De 1943 a 45, Erico morou com a família nos Estados Unidos, onde lecionou na Universidade de Berkeley, na Califórnia. Em 1954, a família viajou novamente para os Estados Unidos, onde Erico exerceu a função de Presidente do Departamento de Assuntos Culturais da União Pan-Americana, em Washington, durante 4 anos. Foi nesta época que Luis Fernando iniciou seus estudos de música, aprendendo a tocar saxofone e tornando-se um admirador de jazz.

Ao retornar ao Brasil, em 1956, começou a trabalhar na editora Globo de Porto Alegre, no setor de arte e planejamento. Em 1962 transferiu-se para o Rio de Janeiro onde exerceu as atividades de tradutor e redator de publicações comerciais. Casou-se com a carioca Lúcia Helena Massa, sua colega de trabalho na redação do Boletim da Câmara de Comércio do Rio de Janeiro. Da união nasceram três filhos: Fernanda, Mariana e Pedro. De volta a Porto Alegre em 1967, Luis Fernando começou a trabalhar como copydesk do jornal Zero Hora e como redator de publicidade.

Em pouco tempo já mantinha uma coluna diária, que o consagrou por seu estilo humorístico e uma série de cartuns e histórias em quadrinhos. O primeiro livro, "O popular", de crônicas e cartuns, foi publicado em 1973. Atualmente, o autor escreve para os jornais Zero Hora, O Estado de São Paulo e O Globo. Criou personagens As Cobras, cujas tiras de quadrinhos são publicadas em diversos jornais. Em 1995, o livro O Analista de Bagé, lançado em 81, chegou à centésima edição. Algumas de suas crônicas foram publicadas nos Estados Unidos e na França em coletâneas de autores brasileiros.

O trabalho do autor também é conhecido na TV, que adaptou para minissérie o livro Comédias da Vida Privada. O programa recebeu o prêmio da crítica como o melhor da TV brasileira.
Atualmente, o autor escreve para os jornais "Zero Hora", "O Estado de S. Paulo" e "O Globo".

Obras do autor:
O Popular - 1973
A Grande Mulher Nua - 1975
Amor Brasileiro - 1977
As Cobras e Outros Bichos - 1977
A Mesa Voadora - 1978
Pega Pra Kapput - 1978
O Rei do Rock - 1979
Ed Mort e Outras Histórias - 1979
Sexo na Cabeça - 1980
O Analista de Bagé - 1981 (100ª edição em 1995)
O Gigolô das Palavras - 1982
Outras do Analista de Bagé - 1982
O Analista de Bagé em Quadrinhos - 1983
A Velhinha de Taubaté - 1983
A Mulher do Silva - 1984
A Mãe do Freud - 1985
Aventuras da Família Brasil - 1985
Ed Mort Porocurando o Silva - 1985
O Marido do Dr. Pompeu - 1987
Zoeira - 1987
Ed Mort em Disneyworld Blues - 1987
O Jardim do Diabo - 1988
Ed Mort com a Mão no Milhão - 1988
Orgias - 1989
Ed Mort em Conexão Nazista - 1989
Peças Íntimas - 1990
O Santinho - 1991
Traçando Nova York - 1991
Traçando Paris - 1992
O Suicida e o Computador - 1992
Pai Não Entende Nada - 1993
Traçando Roma - 1993
Comédias da Vida Privada - 1994
Traçando Tóquio - 1995
Comédias da Vida Pública - 1895
Comédias da Vida Privada - 1996
Novas Comédias da Vida Privada - 1996

AntologiasQI 14 - 1975
Antologia Brasileira de Humor - 1976
O Tubarão - 1976
Para Gostar de Ler - 1981
Mais Informações sobre Luís Fernando Verissimo:

9 comentários:

  1. um grande escritor brasileiro...sempre que tenho oportunidade leio as crônicas dele no jornal...

    ResponderExcluir
  2. Temos algo em comum gostamos dos Verissimos!! Blog bem estruturado, informativo, atualizado...bacanudo msm.

    Parabéns...aproveito para q vc conheça o meu http://romariorodrigues.blogspot.com/ se tiver disposto a ler cronicas aparece por lá...rsrs

    Abação!

    ResponderExcluir
  3. O Veríssimo é muito loko!!! Alguém sabe quando ele vai aparecer em Floripa?!
    Paulista

    ResponderExcluir
  4. tenho q fazer um trabalho-

    ResponderExcluir
  5. ISSO VAI DAR UM BOM TRABALHO

    ResponderExcluir
  6. q da hora♥
    nem seii se ai tem onde ele morreu
    queria saber
    mas foiii da hora!muito lokko♥♥!!

    ResponderExcluir
  7. luis Fernando Veríssimo é simplesmente o maior escritor de todos.

    ResponderExcluir
  8. a vida dele foi legal d+
    adorei..

    ResponderExcluir