25.10.09

Windows 7

A Microsoft lançou, nesta última quinta-feira, seu novo sistema operacional Windows 7, seu mais importante produto em mais de uma década, que tem por objetivo reconquistar os consumidores após o decepcionante Windows Vista e reforçar seu domínio sobre o mercado de computadores pessoais.

A empresa, maior fabricante mundial de softwares, cujos programas são usados em mais de 90 por cento dos computadores do mundo inteiro, recebeu críticas positivas ao novo sistema operacional, que espera ajudará a reconquistar o ímpeto em termos de nova tecnologia das rivais como a Apple e o Google.

"Trata-se do primeiro lançamento realmente significativo do Windows em uma década", disse o analista Brendan Barnicle, da Pacific Crest Securities, à Reuters Television. "Devido aos erros cometidos com o Vista, as pessoas realmente passaram a questionar a relevância da Microsoft no espaço da tecnologia. Por isso, o lançamento é um primeiro passo essencial para a reconquista da credibilidade pela companhia."

O novo sistema operacional, que é mais rápido e menos abarrotado, além de contar com novas funções de touch screen, chega às prateleiras três anos depois do lançamento do Vista, que frustrou muitos usuários com sua complexidade e foi rejeitado por clientes corporativos.

O sucesso do Windows --que responde por mais de metade dos lucros da Microsoft-- é crucial para restaurar a imagem da empresa como a mais importante no mercado mundial de software, acredita o presidente-executivo, Steve Ballmer.

"Poucas coisas me deixam mais animado que a chance de começar as vendas e distribuição", disse Ballmer a um público que lotava o evento de lançamento do Windows 7, em Nova York. "Vocês ficarão incrivelmente impressionados".

Ballmer fez demonstrações, com outros executivos, de uma série de novos dispositivos que operam o Windows 7, desde laptops ultrafinos a computadores touch screen maiores, destacando um novo aplicativo de leitura para o Kindle, desenvolvido pela Amazon.com, e programas de televisão do canal CBS com streaming ao vivo.

MAIS BARATO QUE O VISTA
A Microsoft irá cobrar 199,99 dólares pela versão Home Premium do Windows 7, ou 119,99 dólares para clientes que desejem atualizar versões anteriores do sistema operacional --bem abaixo dos preços comparáveis no caso do Vista.

Ja aqui no Brasil, uma semana antes do lançamento já era possivel encontrar camelos vendendo o Windows 7.

2 comentários:

  1. eu adorei vai me ajudar muito no seminario de sexta-feira...
    valew

    ResponderExcluir