26.2.09

Mitsubishi transferirá ao Brasil parte de sua produção japonesa

A fabricante japonesa de veículos Mitsubishi transferirá parte de sua produção ao Brasil para reduzir o impacto do fortalecimento do iene em seus custos de produção, segundo informou o jornal econômico "Nikkei".
O objetivo da Mitsubishi é instalar no Brasil sua base de exportação para toda América Latina, principalmente pelo fato de as exportações brasileiras contarem com tarifas privilegiadas na região graças ao Mercosul e ao pacto comercial brasileiro com o México.
A Mitsubishi planeja transferir no ano fiscal de 2009, que começa em abril, parte de sua produção nacional de veículos à fabricante MMC Automotores, que representa a empresa japonesa no Brasil. A unidade de produção fica na cidade de Catalão (GO).
A fabricante japonesa ainda vai decidir que modelos fabricará no Brasil. O utilitário esportivo Pajero é um dos mais cotados para ser o primeiro candidato. O veículo é um dos mais vendido da marca no mercado brasileiro ao lado da picape L200. Só em janeiro, a Mitsubishi vendeu 2.635 veículos --entre automóveis e comerciais leves.
A companhia planeja ainda aumentar sua produção no Brasil de maneira progressiva, até chegar aos 50 mil veículos anuais, empregando chassi, motores e outras autopeças fabricadas no Japão.

Rali
Em janeiro deste ano, a maior vencedora do rali Dacar anunciou que não vai mais participar de nenhuma competição de rali para cortar seus custos e tentar sobreviver à crise econômica mundial. A Mitsubishi possui 12 títulos nas 30 edições do rali.
"A rápida deterioração da economia global fez com que se tornasse necessário para nossa empresa focar seus recursos de uma maneira mais restrita", informou a empresa em comunicado.
Assim como grande parte das montadoras de automóveis, a Mitsubishi sofreu uma enorme queda em suas vendas nos últimos meses e espera completar o período 2008-2009 (de abril a março) com perdas estimadas em 500 milhões de euros, o que equivale a cerca de R$ 1,5 bilhão.
É a primeira vez nos últimos três anos que a fábrica japonesa registra perda anual --a projeção inicial era de que a Mitsubishi fosse lucrar no período.
Fonte: Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário