1.2.09

Cotas nas Universidades

Desde a implantação das cotas nas universidades do Brasil, que eu venho me questionando se realmente é justo este método de entrada dos alunos nos cursos superiores, e a resposta que vem a minha cabeça é sempre a mesma, não é justo.
Pra começar, eu acho que a principal intenção do governo em implantar o sistema de cotas, é o de compensação dos grupos que durante muito tempo (e ainda hoje) foi oprimido e injustiçado. Ai você pode pensar que a intenção é boa, mas como diz o ditado, “de boas intenções o inferno esta cheio”.
Tenho certeza que estes grupos oprimidos (índios, negros, deficientes, etc) sempre lutaram por igualdade e não por um sistema de cotas que tem o preconceito em sua raiz, e gera mais preconceito como frutos. Primeiramente, preconceito na raiz devido ao fato de o governo duvidar da capacidade dessas pessoas e gerando preconceito dentro das instituições de ensino pelo fato destes alunos ficarem rotulados como “os da cota”. O problema de acesso em uma Faculdade não esta na cor da pele, nem em alguma deficiência física, a chave do problema esta na educação publica.
Porque o governo ao invés de ficar tentando tapar o sol com a peneira, não compra logo um guarda-sol. O guarda-sol a que me refiro seria colocar a educação publica no Brasil no nível da educação particular, aí sim todos teriam a tão sonhada igualdade para competir nos vestibulares do Brasil, sem esse negócio de cota.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Sou completamente a FAVOR das cotas.. Isso funciona por um período.. Não é para sempre... Tipo, 20 anos, 30 anos....Segundo alguns historiadores, a inserção dos negros à sociedade estava prevista em uma nova Lei da Princesa Isabel/ D. PedroII.. Porém, entraram os republicanos que acabaram com o projeto imperial...As cotas seriam um resgate.... Abraços, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. oi!!!!
    eu concordo com a postagem.
    essa historia de cota é uma forma discreta de preconceito

    ResponderExcluir